Vazamento de ar na ISS aumenta e é rastreado até módulo russo

2 min de leitura
Imagem de: Vazamento de ar na ISS aumenta e é rastreado até módulo russo
Imagem: NASA
Avatar do autor

A NASA publicou em seu blog, nesta terça-feira (29), mais notícias sobre o pequeno vazamento de ar na Estação Espacial Internacional (International Space Station — ISS). Após o rastreamento, os investigadores acreditam que, por ironia, o vazamento está localizado exatamente onde os astronautas se isolaram: no Módulo de Serviço Zvezda, considerado o coração da parte russa da estação.

O vazamento não apenas se encontra no mesmo local onde os tripulantes estão, mas, conforme a atualização de hoje, “parece crescer em tamanho”, embora não represente nenhuma ameaça imediata para a equipe. Conforme a NASA, o vazamento representa “apenas um pequeno desvio na agenda da tripulação".

O desvio incluiu um alerta feito ontem à noite para os astronautas a bordo do laboratório em órbita. Chris Cassidy da NASA e os russos Anatoly Ivanishin e Ivan Vagner, munidos de detectores de vazamento ultrassônicos, coletaram dados em todo o segmento russo da estação — em complemento ao que já havia sido feito no lado americano, segundo as autoridades da NASA.

A agência russa Roscosmos também fez uma publicação via Twitter na manhã desta terça-feira (29) e ratificou que os astronautas Cassidy, Ivanishin e Vagner permanecem seguros. Segundo os russos, o vazamento está causando uma redução da pressão atmosférica da ordem de 1 milímetro a cada 8 horas.

A Estação Espacial Internacional não é completamente hermética. O complexo orbital perde constantemente pequenas quantidades de gás para o espaço e é continuamente repressurizado através de tanques de nitrogênio trazidos pelas naves espaciais de carga que chegam à estação.

Agora, é necessário arrumar a casa, pois há diversos eventos a caminho. A astronauta da NASA Kate Rubins e os cosmonautas russos Sergey Ryzhikov e Sergey Kud-Sverchkov serão lançados à estação a bordo de uma nave Soyuz em 14 de outubro. Além disso, mais 4 tripulantes chegarão a uma visita a bordo da cápsula Crew Dragon da SpaceX, no dia 31 de outubro.

Em outubro, Cassidy, Ivanishin e Vagner voltam à Terra, após 6 meses na ISS.

Vazamento de ar na ISS aumenta e é rastreado até módulo russo