Vacina da Johnson & Johnson para covid-19 será testada no Brasil

1 min de leitura
Imagem de: Vacina da Johnson & Johnson para covid-19 será testada no Brasil
Imagem: Freepik
Avatar do autor

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta terça-feira (18), a autorização para que a vacina produzida pela Johnson & Johnson para covid-19 seja testada no Brasil. O país fará parte da fase 3 de testes clínicos do imunizante, a última antes de um possível pedido de registro.

Denominada Ad26.COV2.S, a vacina é feita com um vetor recombinante de adenovírus tipo 26 (Ad26), que possui a capacidade de codificar a proteína S (Spike) do novo coronavírus.

Em um estudo pré-clínico publicado na Nature, os pesquisadores afirmaram que ela apresentou resultados positivos nos testes em macacos, gerando anticorpos efetivos na neutralização do Sars-CoV-2. Já a testagem em humanos começou em julho, na Bélgica e nos Estados Unidos, com a participação de mil pessoas nas fases 1 e 2.

A Johnson afirma ter capacidade para produzir globalmente 1 bilhão de doses em 2021, em caso de aprovação.A Johnson afirma ter capacidade para produzir globalmente 1 bilhão de doses em 2021, em caso de aprovação.Fonte:  Freepik 

Agora, a companhia parte para a terceira etapa, que contará com 60 mil voluntários, dos quais 7 mil são brasileiros, com idades entre 18 e 60 anos. De acordo com o órgão, eles são dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Bahia, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte.

Nova esperança para controlar a doença

O ensaio clínico aprovado pela Anvisa é do tipo duplo cego, randomizado e controlado por placebo, com o objetivo de avaliar a eficácia e a segurança da vacina na prevenção à covid-19.

Cada um dos participantes recrutados pelos centros responsáveis por conduzir a pesquisa receberá uma dose única, que poderá ser o imunizante produzido pela Janssen-Cilag, braço farmacêutico da Johnson & Johnson, ou o placebo.

Esta é mais uma vacina contra covid-19 autorizada para testes clínicos no Brasil. Antes dela, foram liberadas as pesquisas para as imunizações produzidas pela Sinovac Biotech e o Instituto Butantan, AstraZeneca e a Universidade de Oxford, Pfizer e BioNTech.

Vacina da Johnson & Johnson para covid-19 será testada no Brasil