Espetáculo noturno: chuva de meteoros Eta Aquáridas explode no céu

1 min de leitura
Imagem de: Espetáculo noturno: chuva de meteoros Eta Aquáridas explode no céu
Imagem: IBTimes
Avatar do autor

A cada ano, enquanto a Terra percorre sua trajetória pelo Universo, acaba passando por restos de outros corpos celestes, o que pode proporcionar, vez ou outra, espetáculos deslumbrantes, como o que vai acontecer nesta noite. Na madrugada de hoje para amanhã (04/05 – 05/05), nosso planeta vai de encontro a detritos deixados pelo Halley, visto por aqui a cada 76 anos.

Na verdade, este vai ser o pico de observação terrestre, uma vez que tal evento está ativo desde 19 de abril e chega a seu ápice só agora. Chamada de Eta Aquáridas, esta chuva de meteoros é uma das duas proporcionados pelo nosso visitante esporádico. A outra está prevista para outubro e se chama Oriónidas.

Tudo acontece da seguinte maneira. Enquanto o cometa se aproxima do Sol, ele vai deixando uma série de materiais para trás. Uma vez que passa perto de nossa órbita, assim que a Terra colide com esses pedaços de rocha e gelo, nossa atmosfera acaba incinerando tudo o que entra em contato com ela, criando o que chamamos de estrelas cadentes.

Espetáculo atinge seu pico nesta madrugada.Espetáculo atinge seu pico nesta madrugada.Fonte:  Indy100 

A melhor parte do que vai acontecer hoje é que o fenômeno poderá ser melhor observado justamente no Hemisfério Sul – e poderemos testemunhar entre 20 e 30 meteoros por hora. O Hemisfério Norte não ficará de fora, mas testemunhará cerca de metade dessa quantidade.

Como assistir

Quer apreciar o show celestial? Procure um lugar com céu limpo e, de preferência, longe de iluminação artificial. Quanto maior o espaço observado, melhor. A variedade de aparições é muito grande, mas as chances são maiores após a meia-noite e antes do dia nascer. Só não pense que as coisas param por aí. Mesmo que não consigamos ver, tudo acontece inclusive durante o dia.

Esqueça binóculos. O negócio é acostumar os olhos à escuridão e não delimitar o espaço de observação com quaisquer instrumentos. Se o clima não ajudar e tudo estiver nublado, resta torcer que a NASA dê uma ajuda e transmita tudo ao vivo em seu canal. Agora, caso esteja interessado no retorno triunfal do Halley, talvez tenha de esperar um pouco mais. Ele só chega a nosso céu em 2061.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Espetáculo noturno: chuva de meteoros Eta Aquáridas explode no céu