Bill Gates compara pandemia a guerra mundial: 'ninguém esquecerá'

1 min de leitura
Imagem de: Bill Gates compara pandemia a guerra mundial: 'ninguém esquecerá'
Imagem: Interesting Engineering
Avatar do autor

O bilionário Bill Gates, antigo CEO da Microsoft, recentemente fez uma publicação em seu blog e comparou o novo coronavírus a uma guerra mundial. De acordo com ele, a pandemia compartilha diversas características com um conflito de grande porte e "ninguém esquecerá" o ocorrido.

Para o filantropo, o período de desafio trazido pelo novo coronavírus obriga a humanidade a desenvolver novas tecnologias e soluções, assim como aconteceu no fim dos principais conflitos da história. Apesar das similaridades, o empresário aponta que existe uma grande diferença entre a guerra e a pandemia: na luta contra o vírus, todas as nações estão do mesmo lado.

Fonte:  Bill Gates/Twitter 

"A pandemia de coronavírus coloca toda a humanidade contra o vírus. Os danos à saúde, à riqueza e ao bem-estar já foram enormes", explicou em postagem no Gates Notes. "É como uma guerra mundial, exceto que, neste caso, estamos todos do mesmo lado. Todos podem trabalhar juntos para aprender sobre a doença e desenvolver ferramentas para combatê-la".

Avanços na medicina

De acordo com Gates, a união dos países em prol do combate ao coronavírus garantirá grandes avanços na área médica, incluindo testes, vacinas e medidas para conter a proliferação de doenças. O filantropo também aponta que é importante respeitar as medidas de contenção e manter o isolamento social para evitar que mais pessoas fiquem doentes, principalmente após o número de casos parar de crescer exponencialmente.

a (Fonte: Wikimedia Commons)

A sociedade deve mudar "gradualmente" para evitar uma segunda onda de crescimento da covid-19, disse Gates. "As pessoas ficarão surpresas ao saber que, em muitos lugares, iremos de hospitais sobrecarregados em abril para muitas camas vazias em julho", explicou. "No entanto, à medida que o comportamento voltar ao normal, alguns locais com grupos de infecção devem retornar ao crescimento exponencial. A imagem será mais complexa do que é hoje, com muita heterogeneidade".

O executivo também indicou que, para que a sociedade volte ao normal com segurança, é necessário que um tratamento com "95% de eficácia" seja desenvolvido. Até isso acontecer, as pessoas não devem baixar a guarda.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Bill Gates compara pandemia a guerra mundial: 'ninguém esquecerá'