Alemanha autoriza teste de vacina contra o coronavírus em humanos

1 min de leitura
Imagem de: Alemanha autoriza teste de vacina contra o coronavírus em humanos
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

Precisando de boas notícias? Pois agora temos uma: na Alemanha, foi autorizado o início de testes clínicos em humanos de uma vacina contra o coronavírus. As empresas que vão executar os processos são a farmacêutica Pfizer e a BioNTech SE, focada em biotecnologia. No total, 200 pessoas saudáveis receberão a dose, todas com idade entre 18 e 55 anos.

Cerca de 70 vacinas estão em desenvolvimento no mundo, de acordo com a OMS. Ainda assim, poucas delas avançaram tanto quanto a anunciada – apenas duas nos Estados Unidos e uma em Hong Kong. No caso alemão, uma segunda fase está prevista. Nela, pessoas de grupo de alto risco para o novo coronavírus serão o público-alvo.

(Fonte: Unsplash)(Fonte: Unsplash)Fonte:  Unsplash 

Entretanto, ainda é cedo para comemorar. Jens Spahn, ministro da Saúde no país, salientou que são necessários vários meses para que, se tudo correr como planejado, a arma contra a covid-19 esteja disponível. E mais: segundo estimativas da farmacêutica Roche, não devemos esperar uma chegada antes de 2021 de algo do tipo.

Corrida contra o tempo

É claro que a notícia causou altos impactos econômicos, com a valorização de ambas as companhias envolvidas. De acordo com a Bloomberg, as ações da BioNTech saltaram 63%, enquanto as da Pfizer subiram 3,6%. As companhias almejam autorização semelhante para testar pacientes nos EUA.

Um pouco mais otimista é o Reino Unido, que espera uma solução pronta ainda em setembro deste ano. Pesquisadores da Universidade de Oxford planejam testar uma vacina em 500 pessoas já em maio.

Leia também: HC da USP usa inteligência artificial para diagnosticar covid-19

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Alemanha autoriza teste de vacina contra o coronavírus em humanos