Dispositivo menor que um lápis identifica vírus em minutos

1 min de leitura
Imagem de: Dispositivo menor que um lápis identifica vírus em minutos
Avatar do autor

Pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, criaram um dispositivo capaz de capturar e identificar várias cepas de vírus em apenas alguns minutos. O maior benefício deste aparelho será a possibilidade de reduzir o tempo do diagnóstico de doenças causadas por vírus de alguns dias para minutos.

Pequeno e barato

O VIRRION, como o dispositivo foi batizado, tem o formato de uma barrinha com menos de 10 centímetros de comprimento. Ele funciona mais ou menos como um nanofiltro, cujas passagens foram ajustadas para capturar os vírus com base no tamanho de suas estruturas.

"Nosso dispositivo usa matrizes de nanotubos projetadas para serem comparáveis em tamanho a uma ampla variedade de vírus. Em seguida, usamos a espectroscopia Raman para identificar os vírus com base em sua vibração individual," explica o professor Mauricio Terrones, da Universidade da Pensilvânia.

VIRRION, formado por uma "floresta" de nanotubos para formar uma gradiente. (Fonte: Universidade da Pensilvânia)

Para potencializar a eficiência do VIRRION, nanopartículas de ouro foram adicionadas aos nanotubos, o que reforça o sinal Raman e permite que as moléculas dos vírus sejam identificadas mesmo em concentrações muito baixas. Técnicas de aprendizado de máquina também foram utilizadas pra criar uma espécie de banco de dados com várias cepas conhecidas.

O VIRRION é capaz de capturar e identificar vários tipos de vírus de uma única vez, a partir de amostras clínicas, e em tempo real, preservando a estrutura e viabilidade do material encontrado.

Coronavírus nCoV-2019

Como o VIRRION identifica os vírus a partir do tamanho de suas estruturas, ele poderia ser utilizado para identificar o novo coronavírus, assim como suas mutações.

O VIRRION é um dispositivo que pode ser facilmente manuseado e de baixo custo, se comparado aos enormes e caríssimos equipamentos de diagnóstico utilizados hoje em dia. Na prática, ele poderá ser usado em consultórios, além de ser transportado para locais remotos, para ajudar a detectar vírus em casos de surtos de contágio.

Com o diagnóstico sendo realizado em minutos, pessoas, animais e amostras de plantas poderiam ser isolados com muito mais rapidez, evitando o alastramento da contaminação.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Dispositivo menor que um lápis identifica vírus em minutos