Google diz que alcançou supremacia quântica, mas IBM discorda

1 min de leitura
Imagem de: Google diz que alcançou supremacia quântica, mas IBM discorda
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Nesta quarta-feira (23), a Google afirmou ter alcançado a supremacia quântica, que seria um grande marco na história da ciência. De acordo com a companhia, seu computador quântico de 53-qubit, chamado Sycamore, realizou um cálculo em 200 segundos que o supercomputador mais rápido do mundo levaria 10 mil anos para completar. E eles conseguiram isso devido ao nível de controle que possuem sobre os qubits.

Fonte: Pixabay/Reprodução

A IBM não considera a alegação da Google

A IBM afirma que o entendimento de “supremacia quântica” da gigante de Mountain View está equivocado. John Preskill, que popularizou o termo, disse que a “supremacia quântica” descreve uma situação em que computadores quânticos podem fazer coisas que os supercomputadores convencionais não poderiam nem tentar. Mas, no caso do teste da Google, não foi bem isso que aconteceu.

Para a IBM, a simulação ideal da tarefa executada pela Google pode ser realizada em um supercomputador clássico em 2 dias e meio, e com uma precisão muito maior. Esse tempo ainda poderia ser reduzido.

A experiência da Google serviu apenas para mostrar que um computador quântico poderia ter o desempenho que se espera dele, mas não teve aplicação prática. Ainda assim, o experimento é de importância relevante.

Google contesta

O CEO da Google, Sundar Pichai, fez uma comparação entre o experimento da empresa e o primeiro voo dos irmãos Wright: “O primeiro avião voou apenas por 12 segundos e, portanto, não há aplicação prática disso", disse ele. "Mas mostrou a possibilidade de um avião poder voar". Apesar do exemplo ser interessante, todos sabemos que o primeiro "avião de verdade" a voar com propulsão própria foi o 14-bis.

Embora tenhamos que esperar mais alguns anos, em teoria, a supremacia quântica poderia ajudar a acelerar o desenvolvimento de várias outras tecnologias que temos hoje, como baterias mais eficientes e remédios mais eficazes.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google diz que alcançou supremacia quântica, mas IBM discorda