Vírus que provoca inchaço cerebral foi identificado em mosquitos nos EUA

1 min de leitura
Imagem de: Vírus que provoca inchaço cerebral foi identificado em mosquitos nos EUA
Avatar do autor

Como se o perigo de contrair dengue, chicungunha, zika, febre amarela e doenças do tipo não fosse suficiente, especialistas nos EUA identificaram mosquitos que podem, potencialmente, infectar humanos com um vírus que causa o inchaço do cérebro – condição grave que, como você deve saber, se não for revertida, pode ocasionar sequelas neurológicas sérias e até levar à morte.

Novo risco

De acordo com Mike Wehner, do site BGR, o alerta foi lançado por autoridades do estado norte-americano da Flórida, que identificaram mosquitos infectados com um vírus responsável por causar encefalite em equinos – e, apesar de provocar a doença em cavalos, o patógeno pode contagiar e desencadear a condição em seres humanos também.

Essa doença é mais comum na América do Norte, mas existem registros de casos na América Central e na do Sul, e provoca a morte de aproximadamente 1 terço dos infectados – então, o alerta serve para o continente inteiro. De qualquer forma, até o momento, os mosquitos infectados foram encontrados apenas em Orange County e já foram iniciadas campanhas para evitar que os insetos (e vírus!) se proliferem.

(Fonte: Wikimedia Commons/James Gathany/Reprodução)

Segundo Mike, os vírus foram detectados em inúmeros frangos – pois é, caro leitor, o patógeno pode infectar outras espécies de animais também –, revelando que existem mosquitos portadores na área. Os insetos, aliás, pertencem ao gênero Aedes e, apesar de somente entre 1 e 2 casos de encefalite equina serem registrados em humanos na Flórida anualmente, existe a preocupação de que ocorra um surto.

Para evitar que isso aconteça, as autoridades da Flórida adotaram uma série de medidas que vão soar bastante familiares para você: a população deve usar repelentes com alto espectro de proteção, preferir manga longa e calças compridas – o que não vai ser fácil, considerando o calor que tem feito naquela região dos EUA – e eliminar os locais que os mosquitos procuram para se reproduzir, ou seja, lugares nos quais pode haver acúmulo de água parada.

Por nossa parte, não custa nos precavermos para que esse vírus nem sequer tenha oportunidade de se manifestar por aqui; então, sempre verifique se a sua casa e vizinhança estão livres de focos de proliferação.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Vírus que provoca inchaço cerebral foi identificado em mosquitos nos EUA