Cientistas usam impressão 3D para criar coração completo com tecido humano

1 min de leitura
Imagem de: Cientistas usam impressão 3D para criar coração completo com tecido humano
Avatar do autor

Pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel, conseguiram realizar um feito inédito ao usar o material biológico de um paciente para imprimir um coração completo, com vasos, átrios e ventrículos. Anteriormente, pesquisas no campo só haviam conseguido imprimir tecidos mais simples do corpo humano, que não continham vasos sanguíneos.

O coração criado com impressão 3D ainda não tem o tamanho de um órgão humano, de acordo com Tal Dvir, líder da equipe de pesquisa. Por enquanto, o resultado da pesquisa tem a dimensão aproximada do coração de um coelho e é capaz de se contrair, mas não bombeia sangue. Evoluir nessas áreas até poder imprimir um modelo maior e funcional são os próximos objetivos dos especialistas.

Para criar o órgão, os pesquisadores fizeram uma biópsia de tecido adiposo do paciente. Depois, as células dessa região foram separadas e reprogramadas para virarem células-tronco pluripotente induzidas, diferenciando-se em células cardíacas ou do endotélio até que pudessem formar um coração completo. A “tinta” da impressão foi feita combinando matriz extracelular e um gel.

A expectativa de Dvir é que, em até 10 anos, órgãos impressos possam ser criados e utilizados para transplantes nos melhores hospitais do mundo. No próximo ano, a equipe pretende colocar esse coração em modelos de animais e ensiná-lo a se comportar como um órgão real. O artigo com os resultados da pesquisa foi publicado na revista Advanced Science e pode ser acessado gratuitamente.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Cientistas usam impressão 3D para criar coração completo com tecido humano