Imagem de: Sem combustível, telescópio Kepler tem 'morte' decretada pela NASA

Sem combustível, telescópio Kepler tem 'morte' decretada pela NASA

1 min de leitura
Avatar do autor

O telescópio Kepler, lançado ao espaço no ano de 2009, revolucionou a maneira como enxergamos o Universo ao nosso redor. Infelizmente, agora, o dispositivo foi confirmado oficialmente pela NASA como desativado após ter entrado em modo de hibernação por falta de combustível.

Quando começamos a conceber esta missão há 35 anos, não sabíamos de um único planeta fora do nosso sistema solar

A agência espacial norte-americana já sabia que o problema aconteceria mais cedo ou mais tarde, pois no começo do ano informou que o telescópio estava se aproximando de ficar sem combustível. Nessa terça-feira (30) a NASA certificou-se de que a Kepler não vai mais acordar de seu estado inerte.

O que há lá fora?

Foi esse telescópio que confirmou aos cientistas que o Universo está cheio de planetas similares à Terra. A Kepler foi responsável por descobrir mais de 2,6 mil outros planetas fora de nosso Sistema Solar e uma grande parte deles poderia, potencialmente, conter vida extraterreste. O dispositivo obteve tantos dados para os cientistas que eles ainda trabalham em cima dessas informações até hoje. Os cientistas correram para poder baixar todos os dados capturados pelo telescópio antes que ele entrasse em hibernação para sempre.

“Quando começamos a conceber esta missão há 35 anos, não sabíamos de um único planeta fora do nosso sistema solar”, disse o fundador da missão Kepler William Borucki, agora aposentado, em um comunicado à imprensa. “Agora que sabemos que planetas estão por toda parte, a Kepler nos colocou em um novo curso que é promissor para as futuras gerações explorarem nossa galáxia”.

Herdeiro à altura

Para assumir o papel importante da Kepler como caçador de planetas, o telescópio TESS já está em funcionamento buscando por aí outros astros que se assemelhem à Terra para, quem sabe, descobrir vida fora do planeta – ou até mesmo achar um substituto para nosso lar, visto que maltratamos tanto essa bolinha azul perdida nos confins do espaço.;

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Sem combustível, telescópio Kepler tem 'morte' decretada pela NASA