Se você gosta de música, seja ela eletrônica ou não, e nunca ouviu falar do Kraftwerk, deveria tirar um tempo para pelo menos conhecer o som dos alemães. Formado nos anos 1970, o grupo influenciou toda uma geração  segundo alguns críticos, tanto quanto os Beatles. As técnicas que eles introduziram em suas músicas e o uso de voz tratada por sintetizadores, quando não totalmente digitais, são empregados até hoje.

Os fãs que comparecem aos shows podem achar que, em alguns momentos, são transportados para o espaço. E de fato, uma conexão espacial aconteceu em um show recente em Stuttgart, na Alemanha.

Através de uma conexão direta, a banda convidou o astronauta alemão Alexander Gerst a participar da apresentação realizada no Jazz Open Festival. A interação com o público da banda pode ser vista em um vídeo, postado pela Agência Espacial Europeia, onde ele diz “Olá” para todos, diretamente da Estação Espacial Internacional.

Após os cumprimentos, o astronauta utilizou um tablet para tocar a introdução do hit de 1978, "Spacelab", e a banda continuou o show depois do momento de interação.

Não foi a primeira vez

Astronautas parecem ter um apreço especial por música, pois essa não foi a primeira participação de um homem em órbita em um show ao vivo. Em 2013, o famoso astronauta Chris Hadfield tocou ao vivo, com a banda Barenaked Ladies, uma música chamada "ISS (Is Somebody Singing)".

Chris ficou bem conhecido na internet após divulgar sua versão de "Space Oddity", de David Bowie  que, quando compôs essa música, provavelmente não imaginava que algo assim pudesse acontecer antes de sua morte.

O que nos resta é aproveitar as músicas, apresentadas junto de belíssimas vistas, proporcionadas pelas imagens dos astronautas flutuando ao redor do planeta.