A Blue Origin, empresa de exploração espacial fundada e financiada pelo bilionário Jeff Bezos, concluiu mais um teste com sucesso e ficou ainda mais próxima de levar turistas para um passeio no espaço. A companhia lançou seu foguete New Shepard e conseguiu separar a cápsula de tripulação do propulsor, além de recuperar ambas as partes.

Durante o teste, que foi transmitido ao vivo no YouTube, a cápsula se separou com sucesso do propulsor, que usou seu sistema de freios para pousar no planeta. Logo em seguida, a cápsula teve seus paraquedas ativados para também retornar em segurança. Assim como acontece com a SpaceX, o objetivo da Blue Origin é reutilizar partes dos foguetes que tradicionalmente eram descartadas após a decolagem e acabavam virando lixo espacial.

Com esse novo lançamento, a Blue Origin bateu seus próprios recordes estabelecidos anteriormente ao atingir uma altura máxima de 389 mil pés acima da superfície do planeta e uma velocidade máxima de 3.598 km/h. Aproximadamente 20 mil pessoas assistiram ao evento, que durou cerca de 11 minutos, contando do lançamento até o momento em que a cápsula pousou na superfície.

Você pode rever o momento no vídeo abaixo:

Já que um dos principais objetivos de Jeff Bezos com a Blue Origin é levar turistas para explorar o espaço, é natural que a empresa coloque manequins em seus testes de lançamento. De acordo com Ariane Cornell, executiva da empresa, a força exercida no boneco durante o evento estava dentro do que os humanos são capazes de suportar.

Ainda não há previsão exata para quando a empresa vai levar clientes nesses voos, mas os ingressos para uma viagem do tipo devem custar algo entre US$ 200 mil e US$ 300 mil e a expectativa é que eles possam acontecer ainda em 2019. Essa foi a nona missão de teste bem-sucedida do New Shepard.