Uma missão do Centro Espacial de Surrey e da Universidade de Surrey (Reino Unido) já está em andamento, com fundos da Comissão Europeia. Trata-se do satélite RemoveDEBRIS, cujo objetivo  como o nome indica  é realizar demonstrações para a futura eliminação de lixo espacial. Ele foi lançado pela Estação Espacial Internacional (ISS) junto com o Falcon 9, da Space X.

Instrumentos para limpeza estão incluídos na estrutura, como um arpão, uma rede e um sistema de navegação que ajudará no cumprimento da ADR (Active Debris Removal; em português, Ativa Remoção de Detritos). A princípio, estão programados uma série de testes dessas ferramentas para os próximos meses e, em caso de sucesso, espera-se que a tecnologia do RemoveDEBRIS solucione a grande quantidade de detritos que espalhamos pelo espaço com o passar dos anos.

A missão está dividida em quatro experimentos. Primeiramente, será testada a rede, que vai ser lançada para capturar um lixo espacial simulado, a uma distância de 5 metros. Depois, será verificado o arpão, que vai ser disparado em uma placa posicionada por um cabo de 1,5 m, pelo próprio satélite. O arpão será disparado em uma velocidade de 20 m/s e deverá puxar o objeto, fazendo sua aproximação.

Com o sistema de navegação, serão estudadas diferentes maneiras de encontrar e se aproximar dos resíduos espaciais. Será utilizado o sistema VBN, composto por duas câmeras 2D e LIDAR 3D. O RemoveDEBRIS conta com dois CubeSat, satélites menores, que se desprenderão e farão a transmissão de dados à distância, comprovando a eficácia do sistema. Por último, o RemoveDEBRIS testará uma espécie de vela de freio, que vai desacelerá-lo até que se aproxime da atmosfera, resultando na desintegração total da estrutura.