A SpaceX venceu hoje uma licitação importante para a sua trajetória como empresa aeroespacial. A companhia de Elon Musk ganhou um contrato da força aérea dos EUA para lançar um satélite militar confidencial ao espaço em 2020. O objeto é tão grande que a companhia deve utilizar o Falcon Heavy, o foguete mais poderoso do mundo em operação no momento.

O lançamento deve acontecer em algum momento de 2020, e a SpaceX deve cobrar US$ 130 milhões para entregar o equipamento à órbita da Terra. Contudo, ainda não existe uma data mais concreta para o lançamento.

O Falcon Heavy ainda não foi utilizado em nenhuma missão comercial. Ele voou apenas uma vez, em fevereiro deste ano, em um teste quase totalmente bem-sucedido. Os propulsores laterais pousaram em terra de forma praticamente sincronizada, mas o central foi destruído ao tentar pousar em uma balsa em alto mar. Na ocasião, o foguete enviou um carro da Tesla— outra empresa de Musk — para o espaço com um boneco vestido de astronauta, o Star Man.

starman teslaStarman dentro de um Tesla, enviado pelo Falcon Heavy para o cinturão de asteroides, próximo a Marte

A SpaceX derrotou o consórcio ULA, formado pela Boeing e a Lockheed Martin, que cobraria US$ 350 milhões pelo lançamento em seu próprio foguete. A diferença entre o valor cobrado pelas duas competidoras tem a ver com o fato de os foguetes da SpaceX serem reutilizáveis. No momento, a companhia é a única capaz de lançar os mesmos equipamentos ao espaço mais de uma vez.