A estação espacial chinesa Tiangong-1 está caindo aos pedaços já faz um tempo e sua maior parte deve desabar na Terra no domingo (1), sabe-se lá aonde. Calma, não precisa se preocupar, os fragmentos menores devem ser incinerados na reentrada e os maiores têm pouquíssimas chances de machucar alguém. Mas por onde anda essa máquina sem freio? O pessoal do The Verge enumerou vários sites para você acompanhar a queda ao vivo.

Satview

O site mostra uma projeção do caminho que a estação deve fazer e onde ela está atualmente,  em um mapa atualizado constantemente. Inclui possíveis pontos de reentrada com base nas informações do Comando Estratégico dos Estados Unidos, especializado em rastreamento de detritos espaciais.

tiangong-1

Agência Espacial Europeia

O Escritório de Detritos Espaciais da Agência Espacial Europeia mantém um blog diário com dados sobre a altitude da Tiangong-1 e informações precisas sobre reentrada. A página também conta com várias respostas a perguntas frequentes sobre o assunto.

tiangong-1

Corporação Aeroespacial

A organização sem fins lucrativos fornece guias e pesquisas de missões espaciais e é uma ótima fonte de dados para todos os tipos de detritos espaciais. Ela criou um site especialmente para acompanhar a queda da Tiangong-1, com detalhes sobre o veículo, sua localização atual e onde deve cair — com direito a animação para ilustrar a coisa toda.

tiangong-1

Agência Espacial Chinesa

Descrição curta e rápida da atual localização da estação espacial e projeções sobre onde deve cair.

tiangong-1

Twitter

Vários entusiastas também acompanham o evento e oferecem suas opiniões especializadas no microblog. Dois deles são Jonathan McDowell, astrônomo no Centro para Astrofísica Harvard-Smithsonian e pesquisador de detritos espaciais; e Marco Langbroek, chamado de “caçador de satélites”, que dá seus pitacos em atualizações constantes.

NASA

Se você ainda quiser mergulhar no assunto, basta entrar no fórum da NASA no tópico especialmente dedicado à queda da Tiangong-1 e conversar com a galera que também vem acompanhando a reentrada da estação espacial.

tiangong-1