Procurar novos planetas utilizando dados reais da NASA agora já é possível na internet. Em seu blog destinado à divulgação de novidades na rede sobre fontes abertas, a Google anunciou a disponibilização de 120 mil sinais ainda não analisados sobre a existência de exoplanetas.

Google e NASA unidas para desvendar o espaço

Todos esses dados foram recolhidos a partir do treinamento que a gigante da internet realizou no satélite Kléper, projetado pela NASA.

Kléper é uma sonda espacial lançada no espaço em março de 2009 com a missão de procurar planetas extrassolares, também conhecidos como exoplanetas. A tecnologia Google empregada no satélite reunia informações sobre a mudança de brilho das estrelas.

1

Se uma estrela escurece por um determinado período, é possível que um planeta esteja passando na sua frente. A prática é um dos meios utilizados pelos astrônomos para detectar a existência de exoplanetas.

As descobertas da Google em números

Os números recolhidos ao longo de 4 anos de operação são impressionantes. A partir do método de pesquisa mencionado, foi possível identificar cerca de 2,5 mil exoplanetas. Para isso, foram processados cerca de 30 mil sinais considerados potenciais.

No entanto, foram observadas e registradas informações de 150 mil estrelas ao todo. Sendo assim, 120 mil sinais estão à disposição de quem se aventurar na pesquisa espacial. 

2

O trabalho de investigação não é feito de modo aleatório. Com os dados recolhidos, a Google treinou redes neurais capazes de identificar padrões entre as informações analisadas. Com isso, é mais fácil peneirar todo o material coletado.

Na plataforma onde a Google disponibiliza os dados, todos esses procedimentos de investigação são informados aos usuários.

Cupons de desconto TecMundo: