Apesar de nunca termos pisado lá – por enquanto –, Marte é um planeta relativamente bem conhecido pelos terráqueos, com diversas de missões bem-sucedidas feitas pela NASA trazendo diversos tipos de informações. Agora, porém, a agência espacial norte-americana pretende mandar mais um robô para o Planeta Vermelho para descobrir algo ainda velado para os cientistas da Terra: como é o subsolo marciano.

A missão vai ajudar a NASA a descobrir, também, onde existe gelo debaixo da superfície marciana e, quem sabe, se há água em estado líquido por lá

A ideia dessa missão é bastante ambiciosa: descobrir como os planetas rochosos – como Marte e a própria Terra – foram criados. “Ainda temos que olhar para dentro de Marte. Nós apenas vimos menos de um por cento”, diz Sue Smrekar, um dos chefes da missão. “O que vamos fazer agora é olhar para baixo. Vamos ver o resto de Marte, os outros 99,9%, que nunca vimos antes”.

a

Tremores e temperatura

O robô vai contar com tecnologias diferentes de tudo o que já foi levado para Marte, como um sismógrafo hipersensível e uma sonda de fluxo de calor. Isso vai dar à NASA mais informações sobre como o Planeta Vermelho foi formado e, por consequência, vamos poder saber mais sobre o passado da Terra.

A missão vai ajudar a NASA a descobrir, também, onde existe gelo debaixo da superfície marciana e, quem sabe, se há água em estado líquido por lá. Além disso, muitos dados meteorológicos também serão enviados para a Terra para complementar esse novo estudo que pode mudar nossa noção de como os planetas nasceram.