Se Elon Musk e Jeff Bezos, os líderes de SpaceX e Blu Origin, respectivamente, duelam para ver quem levará os primeiros turistas ao espaço, o governo russo planeja construir um hotel na Estação Espacial Internacional (EEI) para abrigar os viajantes. Para ficar lá durante uma semana, o hóspede precisaria desembolsar nada menos do que US$ 40 milhões, com a possibilidade de pagar mais US$ 20 milhões para caminhar pelo espaço.

O projeto apresentado pela agência espacial russa, a Roscosmos, foi desenvolvido pela também russa RKK Energia como forma de financiar a construção de um segundo módulo da EEI, estimado em US$ 446 milhões.

Estação Espacial InternacionalEstação Espacial Internacional pode ganhar um hotel em breve.

A companhia contratada pelos russos já começou a construir no primeiro módulo, que será pago pela Roscosmos e contará com um laboratório e também uma estação de energia. A segunda parte, porém, não será financiada pelos russos, e é por isso que o hotel parece ser uma obra viável.

A proposta feita pelo país do leste europeu inclui a construção de quatro quartos de dois metros cúbicos e janelas de cerca de nove polegadas. O ambiente terá ainda uma área comum com janelas de 16 polegadas, além de instalações médicas e para higiene. Vale lembrar que a Estação Espacial Internacional pode se tornar exclusivamente russa a partir de 2028, o que também justifica a intenção do governo daquele país em construir um hotel lá.

Diante de um panorama em que é só questão de tempo até que os primeiros voos comerciais ao espaço comecem a ser realizados, ter instalações nas quais multimilionários poderão gastar dinheiro para experimentar o espaço parece um projeto um tanto quanto rentável. Resta saber se o plano sairá como imaginado pelos russos.