Você naturalmente deve saber que os terremotos são grandes tremores de terra capazes de destruir grandes regiões e países inteiros. Talvez você saiba até que eles também são chamados de abalos sísmicos e podem ser ocasionados por falhas geológicas, atividade vulcânica ou pelo encontro de diferentes placas tectônicas.

Em 2015, os jornais foram tomados por notícias sobre pelo menos dois grandes eventos desse tipo: o do Nepal, que aconteceu em abril, e, pouco depois, o do Chile, em setembro. Já em 2017, o mesmo aconteceu no México, com desastres bem complexos. Ambos causaram grandes estragos, sendo o primeiro com milhares de pessoas mortas, e o segundo com muitos desabrigados.

O terremoto que atingiu o Nepal em abril de 2015 deixou mais de 9 mil mortos

Se você acompanha o TecMundo e o Mega Curioso, certamente tem pelo menos uma pequena bagagem no assunto, pois sabe como os grandes terremotos podem afetar o planeta e quais seriam as consequências se o Big One, da falha de San Andreas, na Califóirnia, EUA, acontecesse de verdade. Entretanto uma lista publicada pelo site Fact Slides traz pelo menos 10 fatos interessantes que você provavelmente não sabe sobre os grandes tremores de terra. Confira:

1. O maior e mais potente terremoto registrado na história foi o ocorrido no Chile, em 1960. O tremor atingiu 9.5 de magnitude na escala Richter. Para saber mais informações sobre esse desastre e os outros 4 dos 5 maiores tremores de que se tem notícia, clique aqui.

Terremoto no Chile em 1960: o maior e mais poderoso que se tem registro em todos os tempos

2. Desde 2011, os seus dias estão quase 2 microssegundos mais rápidos. Isso porque o terremoto que atingiu a região próxima ao Japão naquele ano aumentou a velocidade de rotação da Terra.

3. Só o Japão sofre com cerca de 1,5 mil terremotos por ano.

4. Os Incas e sua arquitetura surpreendem pela riqueza e pela complexidade. Projetadas para resistir aos terremotos, as construções de alvenaria Inca suportam até mesmo os maiores tremores de terra.

5. Terremotos transformam água em ouro. Acredite se quiser, pois é só dar uma olhada na matéria que publicamos sobre isso, aqui no Mega Curioso.

6. Em 1985, um terremoto de magnitude 8.0 atingiu a Cidade do México, causando muita devastação. Entre os lugares atingidos, estava um hospital que acabou desmoronando e onde aconteceu um fato incrível: depois de sete dias sem alimentação, água, calor ou contato humano, quase todos os bebês recém-nascidos foram resgatados com vida dos escombros.

7. Um terremoto já fez o famoso rio Mississipi, nos EUA, ter partes do seu curso invertidas, fluindo para trás. O fenômeno aconteceu em 16 de dezembro de 1811.

Vista aérea do Rio Mississipi, nos Estados Unidos

8. O terremoto de abril de 2015, no Nepal, fez com que o Monte Evereste diminuísse de tamanho. Ele ficou 2,5 cm menor após o desastre.

9. Um inventor chinês criou um sismógrafo no mínimo interessante em 132 d.C. No momento em que ocorria um terremoto, uma bola de cobre era expelida pelas bocas de dragão no topo e ia direto para a de um sapo na base do aparelho.

Sismógrafo curioso inventado por chinês em 132 d.C.

10. Achou muito os 1,5 mil terremotos que ocorrem no Japão por ano? Pois saiba que, no mundo, são em torno de 500 mil detectáveis nesse período. Desse montante, 100 mil podem ser sentidos, e apenas 100 causam estragos de verdade.

Cupons de desconto TecMundo: