Como muitos provavelmente viram pela transmissão online (ou ao vivo, para alguns ainda mais sortudos), ter a chance de observar um eclipse é uma experiência impressionante. Mas você já pensou como deve ser ter essa mesma oportunidade de um ponto de vista um pouquinho diferente – digamos, por exemplo, da Estação Espacial Internacional? Pois engana-se aquele que acha que não há qualquer diferença.

O que muda para os astronautas? A resposta está na imagem logo abaixo. Nela, você pode conferir toda a região da Terra afetada pelo eclipse: esta, por sua vez, torna-se uma enorme mancha negra em pleno dia, que é inegavelmente impressionante de ver. Talvez quase tanto quanto o eclipse solar em si.

Infelizmente, visto que não há como manobrar a estação para facilitar a visualização do eclipse em si, tirar mais fotos do evento não foi uma tarefa tão fácil para a tripulação.

Para aqueles que ficaram curiosos, por fim, o próximo eclipse solar deve ocorrer em 2 de julho de 2019 e cobrir uma boa parte do Oceano Pacífico e da América do Sul – o que significa mais uma chance de ver a ISS registrar um eclipse dessa perspectiva impressionante.

Cupons de desconto TecMundo: