Os dois próximos modelos da linha Pixel, da Google, serão fabricados pela HTC e pela LG. A versão da HTC, o Pixel 2, é o irmão menor da família, mas deve trazer alguns recursos exclusivos da fabricante, como as bordas apertáveis. Função idêntica àquela existente no HTC U11, ela serve para acionar alguns recursos do sistema de um jeito prático e diferente.

O que sugere isso é um novo documento de certificação obtido junto ao site da FCC, o órgão responsável por regulamentar as telecomunicações nos Estados Unidos. Segundo notado pelo site 9to5 Google, o recurso chamado “Active Edge” (ou Borda Ativa, em tradução livre) será responsável por acionar a Google Assistant, a assistente pessoal oficial do Android.

E as influências da HTC no aparelho da Google não param por aí: o mesmo documento revela a presença do sistema de alto-falantes BoomSound. Ainda na certificação do aparelho há a informação de que ele terá 50,66 GB de espaço livre quando 21% de sua capacidade total estiver ocupada — ou seja, serão ao todo 64 GB para armazenamento interno.

HTC deve incluir alguns recursos proprietários na sua versão do Pixel 2, informa documento de certificação obtido junto à FCC

Snapdragon 836 e Android O

Em relação ao hardware, o dispositivo da Google terá um processador cujo código é “8898”, sugerindo assim a presença de um Snapdragon 835 ou 836. Os rumores mais recentes apontam para que o Pixel 2 seja o primeiro do mundo a utilizar o Snapdragon 836, então, a maioria dos boatos segue por um mesmo caminho até agora.

A última novidade sobre o Pixel 2 envolve o sistema operacional da máquina. O documento da FCC indica que o aparelho foi testado rodando o Android O 8.0.1, ou seja, é bem provável que a nova versão do sistema mobile da Google não atrase e seja anunciada em breve.

Cupons de desconto TecMundo: