Existem instrumentos de diversos tipos espalhados ao redor do globo, mas acreditamos que poucos (melhor seria colocar as fichas em nenhum, mas tudo bem) se comparam ao Encephalophone. O motivo? Você não precisa perder horas e horas estudando teoria, pentagramas, escalas musicais ou coisas do gênero, já que precisa apenas do poder da mente para tocá-lo.

Como o próprio nome dá a entender – afinal, “enceph” significa cabeça –, a ideia aqui é usar um capacete que pode captar os sinais elétricos emitidos pelo cérebro. Ele é capaz de ler dois tipos: os produzidos quando fechamos os olhos e os gerados quando pensamos em fazer movimentos. Isso faz com que ele converta esses impulsos em notas, que são tocadas em um sintetizador.

Para comprovar essa ideia o time responsável pelo instrumento fez um teste com 15 pessoas saudáveis, e comprovou que ele funciona melhor quando as pessoas o controlam fechando os olhos. Com isso em mente, a ideia do grupo é usar o instrumento musical em processos de reabilitação, especialmente para recuperar funções cerebrais. Outra possibilidade seria associá-lo a sessões de fisioterapia, fazendo com que ele seja um dos mecanismos para trabalhar a área do cérebro responsável pelos movimentos.

A ideia do grupo é usar o instrumento musical em processos de reabilitação

Até o momento não há nenhum indício de quando o Encephalophone estará disponível para uso geral, mas podemos dizer desde já que parece um mecanismo no mínimo curioso de se ver funcionando na prática.

Cupons de desconto TecMundo: