Enquanto a ciência avança, os mistérios que envolvem os buracos negros começam a ser revelados. Lá em 1974, o físico Stephen Hawking teorizou uma hipótese de que a radiação poderia escapar desses buracos sugadores de luz e partículas. Agora, quase 40 anos depois, uma pesquisa publicada na Nature confirmou a teoria e mostrou que, de alguma maneira, é possível escapar dessa região espacial em que "tudo" é engolido.

Sabe como isso foi descoberto? Os pesquisadores da Technion-Israel Institute of Technology, conduzidos pelo cientista Jeff Steinhauer, criaram um buraco negro sônico — como indicado pela Wired, é uma analogia comumente usada, já que ele não engole o laboratório em que é criado.

Jeff Steinhauer levou sete anos para aperfeiçoar essa técnica

O buraco negro sônico foi desenvolvido em um condensado de Bose-Einstein — um estado no qual os bósons de gás são resfriados para perto de zero absoluto. Então, em estado quântico, os cientistas manipularam esse conglomerado de átomos frios por meio de uma armadilha magnética e, por fim, para transformá-lo neste buraco negro de som, utilizaram um laser de grande diâmetro.

Fugindo do horizonte

Para mimetizar de maneira mais próxima do real, Jeff Steinhauer levou sete anos para aperfeiçoar essa técnica. Como resultado, ele observou que os fônons (menores pacotes de energia sonora) estavam vazando do "horizonte de eventos" do buraco negro — da mesma maneira que Stephen Hawking havia teorizado em 1974.

Caso você não saiba, o "horizonte de eventos", que é popularmente conhecido entre a comunidade física como o ponto de não retorno, é uma fronteira teórica ao redor de um buraco negro a partir da qual a força da gravidade é tão forte que nada escapa, nem mesmo a luz. Isso acontece porque a velocidade da luz, por exemplo, é inferior à velocidade de escape do buraco negro.

Stephen Hawking

"Nós vimos uma distribuição térmica da radiação, estimulada por flutuações de vácuo quântico", disse Jeff. "Isso confirma a predição de Hawking sobre a termodinâmica do buraco negro. Essa confirmação ainda pode render um Prêmio Nobel para Stephen Hawking, então fique ligado nesta página para mais informações.

Cupons de desconto TecMundo: