Provando que está cada vez mais difícil separar os mercados de automóveis e tecnologia, a Fiat Chrysler vai revelar seu primeiro conceito de carro totalmente elétrico e parcialmente autônomo na CES 2017. Com o nome Portal, a minivan conta com um visual bastante futurista e uma série de funcionalidades focadas na individualidade de cada membro da família que a utilizar.

Apenas um pouco mais baixo que o atual modelo Pacifica da própria Chrysler, o Portal tem um sistema de abertura de portas bastante interessante, deslizando para os lados – lembrando um elevador. Uma vez dentro, cada um dos usuários poderia conectar seus smartphones ao carro e passar por reconhecimento facial para determinar como são suas preferências de conforto, ar-condicionado e música, entre outras coisas.

As portas do Portal se abrem para os lados, como as de um elevador

Depois que o veículo tiver memorizado os rostos de cada membro da família, bastará que eles entrem no carro para que a temperatura do ar e dos bancos, a intensidade da iluminação, o posicionamento dos bancos e o tipo de som favorito (com zonas individuais de som) já estejam de acordo com seus gostos, independentemente de estarem no mesmo assento que ocuparam antes ou não. Além disso, o automóvel saberia reconhecer a voz de cada um dos ocupantes, de forma que não se confunda em meio a uma gritaria de comandos falados.

Rumo ao futuro autônomo

Além de toda essa conectividade, a inteligência do Portal se manifesta por meio de seu sistema de condução autônoma, que se posicional no nível 3 de uma escala de 1 a 5, onde o nível 1 tem um carro que controla apenas algumas coisas, como a velocidade, e o nível 5 é 100% independente de seres humanos para dirigir.

A atual referência no que diz respeito a veículos autônomos comerciais, o Model S da Tesla está no nível 2 dessa escala, que designa veículos que podem andar por conta própria, mas exigem atenção constante do motorista. Dessa forma, o Portal estaria um passo adiante, permitindo que o condutor pare de prestar atenção em alguns contextos específicos.

Embora esse tipo de tecnologia tenha riscos, o fato de ela aparecer em um conceito significa que é possível que ela jamais seja aplicada a um veículo de mercado, servindo apenas como uma forma de demonstrar um pouco do futuro imaginado pela marca para seus produtos. Ainda assim, a ideia como um todo parece bem interessante e estamos ansiosos para ver outros carros tecnológicos que vão dar as caras na CES 2017.

Cupons de desconto TecMundo: