Quase todo mundo espera ansiosamente que os carros comecem a andar sem a necessidade de um piloto. Apesar de várias empresas estarem trabalhando em veículos autônomos, como a Tesla, a Google e até a Apple, uma startup chamada Nauto está lançando um equipamento diferente, mas que tem praticamente o mesmo propósito.

A premissa é simples: ele vai ser capaz de transformar um carro comum em autônomo. Por meio de uma câmera que vai presa ao para-brisa do veículo, várias informações sobre como o motorista age durante o trânsito são capturadas (como o movimento dos olhos). Dessa maneira, um software analisa estes dados e ajuda o motorista — e toda uma rede — a evitar colisões e acidentes mais graves.

O equipamento está sendo testado em 23 cidades e tem um preço de US$ 400. Cerca de 20 táxis, limousines e ônibus privados estão testando o sistema que pretende deixar as ruas mais seguras. A ideia é que, em breve, ele realmente possa tornar o seu carro completamente autônomo.

"Você não precisa comprar um Tesla, um Mercedes ou esperar por algum carro da Google", comentou o CEO da Nauto, Stefan Heck. "Esta é uma maneira para qualquer um experimentar estes recursos. São grandes passos para chegar ao ponto da autonomia completa, que vai chegar em breve".

Daqui quanto tempo os carros que dirigem sozinhos vão chegar ao mercado? Faça a sua aposta no Fórum do TecMundo