O carro que teve seu chassi fabricado por uma impressora 3D em 44 horas finalmente protagonizou uma convenção pública. A apresentação do veículo Strati foi feita em Chicago (EUA) no último mês durante a International Manufacturing Technology. Com capacidade para duas pessoas, o automotor consegue atingir a velocidade máxima de 65 km/h – um limite considerável se levadas em conta as condições de fabricação adotadas pelo protótipo.

Equipado com um motor elétrico, o automóvel desenvolvido pela Local Motors não representa a versão final de uma possível nova série de carros. Espera-se que as unidades de modelos como o do Strati produzidas em galpões abarrotados por impressoras 3D possam ser vendidas futuramente por cerca de US$ 17 mil (cerca de R$ 40 mil, em conversão direta).

“Impresso, produzido e introduzido em setembro de 2014, o Strati é o primeiro carro do mundo confeccionado por meio de uma impressora 3D. As peças do protótipo foram criadas uma por uma em somente 44 horas – o processo de montagem foi monitorado por todo o time da Local Motor em frente ao público do IMTS 2014”, publicou a fabricante. Apenas 49 partes constituem o modelo – fato este que teoricamente diminui os riscos de problemas envolvendo a estrutura do automotor.

Outro dos diferenciais do Strati advindo deste emergente método de fabricação é a possibilidade de customização do veículo; motoristas teriam a chance de personalizar cada modelo de acordo com suas preferências estéticas e físicas. Confeccionado pela impressora 3D BAAM Machine, o carro é feito de fibras de carbono reforçadas. Peças como motor, suspensão e rodas, porém, tiveram de ser encaixadas – as técnicas de impressão destes componentes são ainda limitadas. Saiba mais sobre o Strati aqui.