(Fonte da imagem: Reprodução/Value Walk)

A Tesla Motors pode até criar carros de luxo que são incrivelmente resistentes e eficientes, mas parece que, no quesito segurança, a situação vem se mostrando um pouco diferente nos últimos tempos.

Quem acompanha o Tecmundo há algum tempo ainda deve se lembrar, de fato, do Tesla S – ou mais exatamente da falha de segurança que havia sido descoberta por culpa de seu aplicativo. Pois bem, agora temos o mesmo tipo de relato vindo de Nitesh Dhanjani, um consultor de uma empresa de segurança: o sistema de senha utilizado no app do veículo (uma proteção básica de apenas seis dígitos) pode ser facilmente haqueável.

O lado ruim da tecnologia em seu carro

Felizmente, o erro parece não ser tão grande quanto muitos devem estar imaginando. Isso porque, mesmo passando o sistema de senha do aplicativo, não é possível ligar o carro e sair dirigindo com ele – uma chave original ainda é necessária para isso. Ainda há como, no entanto, controlar as luzes do veículo ou mesmo impedir o carregamento do veículo, entre outras tarefas menores, o que pode ser bastante complicado.

Mas o pior na situação é que haquear o veículo não pede nem mesmo dispositivos complicados ou técnicas complexas. É possível fazer isso usando “os mesmos métodos usados para ganhar acesso a uma outra conta online”, de acordo com Dhanjani.

Agora, junte isso ao fato de que não há um limite no número de tentativas de login no site da Tesla, além de os empregados da empresa poderem encontrar, destravar e monitorar seu carro remotamente. O resultado é bastante preocupante, no fim das contas. Por isso, vamos torcer que a companhia consiga resolver essas falhas o quanto antes.