Uma das futuras opções de transporte dos cidadãos de Milton Keynes, na Inglaterra, serão veículos futuristas que andam sozinhos. O anúncio foi feito pelo secretário de negócios da cidade, Vince Cable, que explicou o funcionamento da tecnologia.

Até 2015, serão 20 carros totalmente autônomos que comportam duas pessoas, viajam a uma velocidade máxima de 19 km/h e possuem telas interativas que permitem aos passageiros chegar o email e navegar pela internet enquanto trafegam. Eles passeariam por rotas compartilhadas com pedestres e teriam um sensor para evitar colisões.

O dinheiro investido no projeto faz parte de um pacote de verbas que também será destinada para a pesquisa de motores de baixa emissão de carbono, que seriam usados no tal carro que dirige sozinho. Ao todo, serão gastos aproximadamente R$ 250 milhões.

A previsão é que a frota passe a ter cem carros em 2017. Até o momento, não há um modelo escolhido para ser fabricado, mas o EN-V, da General Motor, é o atual favorito.