Ao que parece, a ideia de termos carros voadores no futuro próximo não é um sonho exclusivo do pessoal fanático por ficção científica. Felizmente, algumas pessoas poderosas também andam interessadas no tema e investem quantias substanciais para que esses veículos realmente vejam a luz do dia. Um dos nomes mais notáveis nessa lista é o de Larry Page, cofundador da Google, que namora esse setor há anos e aposta em não uma, mas duas startups voltadas para o desenvolvimento desses brinquedinhos.

Embora um dos projetos favoritos da Gigante das Buscas seja o de automóveis autônomos – com a companhia testando alguns protótipos há tempos –, Page aparentemente gosta de pensar muito à frente disso em suas horas vagas. De acordo com uma matéria da Bloomberg, esse suporte a pequenas empresas engajadas com o possível carro do futuro era algo levado de forma bastante secreta pelo executivo. Ele chegou a prometer a um colega próximo que cessaria os investimentos no setor caso isso viesse a se tornar público.

Detalhes do projeto da Zee.Aero

Agora, parece difícil que Page realmente cumpra essa promessa, uma vez que seu engajamento pessoal e financeiro com esses projetos se tornou mais sólido. Somente na Zee.Aero, por exemplo, o magnata da tecnologia aplicou mais de US$ 100 milhões (R$ 336 milhões) do próprio bolso. A startup, fundada em 2010, tem sua sede exatamente ao lado do quartel-general da Google, responde diretamente ao atual CEO da Alphabet e tem a missão de criar uma pequena aeronave elétrica capaz de decolar e pousar verticalmente.

Segundo as figuras da patente relativa ao produto, ele parece a mistura de um automóvel terrestre com o recentemente revelado drone chinês capaz de transportar pessoas. Com esse segmento esquentando cada vez mais, vai ser interessante ver, adiante, quem se sai melhor na tarefa de popularizar esses veículos aéreos pessoais – e qual modelo vai se sobressair na preferência do público ao longo da disputa.

Não para por aí

Adepto da filosofia de não deixar todos seus ovos em um único cesto, Page foi além do investimento milionário na Zee.Aero e aplicou recentemente na Kitty Hawk, que, até então, era uma concorrente no mesmo setor. Mais uma vez, apesar de a startup não ser da Google, ela passou a ficar bastante ligada ao conglomerado depois da chegada do executivo. Isso porque o presidente da pequena empresa é Sebastian Thrun, o fundador da GoogleX – divisão de pesquisas e projetos insanos da Gigante das Buscas.

Outro nome envolvido nesse tema de carros voadores é o do badalado Elon Musk, que já deixou claro seu desejo de desenvolver um desses veículos muito em breve. O chefão da Tesla e da SpaceX inclusive foi citado por Page como uma inspiração por conta de seu perfil inovador e arriscado. No entanto, ao que parece, o aprendiz pode estar à frente do mestre quando o papo é dirigir um possante pelos céus. E aí, acha que há chances de passearmos em um desses – sem que seja preciso gastar todas as economias – nos próximos anos?