Enquanto empresas como Volvo e Google fazem testes com carros que dirigem sem precisar de um piloto humano, o Japão está um passo além: a Industrial Technology Development Organization (NEDO) já colocou para rodar em estradas protótipos de caminhões de carga andando em comboio e controlados por computador – exceto o primeiro veículo, que é conduzido por uma pessoa.

Os veículos automáticos andam em uma mesma pista, separados por um mínimo de 15 metros de distância. A estratégia não é só para garantir que mais carga seja transportada ao mesmo tempo, mas também para economizar até 15% em combustível, já que esse espaçamento diminui a resistência do ar. Além disso, o primeiro caminhão recebe todo o vento em si, diminuindo um pouco o atrito nos demais, exatamente como fazem equipes de provas de longa distância no ciclismo, por exemplo.

A NEDO programou mais testes com o comboio de caminhões automáticos ainda para este ano, mas não tem previsão de lançar a tecnologia comercialmente.