O mercado de smartphones no Brasil registrou mais uma queda no último trimestre — que foi de julho até setembro. De acordo com o instituto IDC, durante o período analisado foram vendidos 10.753 milhões de aparelhos no Brasil — um número que representa 25,5% a menos do que o que foi vendido durante o mesmo trimestre em 2014. Este foi o segundo trimestre consecutivo em que houve queda no volume de vendas de smartphones.

De acordo com o IDC, a queda fica ainda mais evidente quando são somados os feature phones. Nessa análise, em comparação com o ano passado, foi de 35%. Apesar disso, o mercado brasileiro não viu queda na receita, que conseguiu superar os valores obtidos no ano passado em 1,7%. Mesmo assim, é preciso saber que o mercado brasileiro está longe de se mostrar otimista, uma vez que nem datas comemorativas têm mostrado resultados elevados.

Para Leonardo Munin (analista de pesquisas da IDC Brasil), os números "confirmam as dificuldades do mercado e invertem dados históricos: normalmente, o trimestre mais fraco em termos de vendas é o primeiro, mas, esse ano, deverá ser o de melhor desempenho". De acordo com Munin, é possível dizer que o atual momento do mercado se parece muito com o que víamos em 2013 — a última vez em que vimos as vendas trimestrais ficando abaixo de 11 milhões de unidades.

A expectativa da IDC Brasil é que o mercado de smartphones termine 2015 com baixa de 12,8%, com 47,575 milhões de celulares inteligentes comercializados. Para 2016, as expectativas também são de queda, uma vez que o fim da Lei do Bem deve impactar diretamente no valor dos aparelhos vendidos no Brasil.

Será que 2016 vai ser um bom ano para o mercado de smartphones? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: