Jeff Bezos é mais conhecido por ser CEO e fundador da Amazon e piloto de robô gigante nas horas vagas. Só que ele também é o chefão por trás da empresa de exploração espacial Blue Origin, uma das mais avançadas nessa área, junto com a SpaceX. Em entrevista recente, o empresário revelou que confia tanto na empreitada faz questão de aplicar dinheiro do próprio bolso para financiá-la.

Aos repórteres do The New York Times, Bezos revelou que vende o equivalente a US$ 1 bilhão (R$ 3,14 bilhões) em ações da Amazon todos os anos e injeta essa verba diretamente na Blue Origin.

É claro que qualquer projeto envolvendo veículos de exploração espacial — seja para pesquisa ou turismo — é caríssimo, mas ele acredita que o começo é mais desafiador. "Se conseguirmos acesso ao espaço em baixo custo, os empresários serão libertados. Você verá criatividade, dinamismo, você verá no espaço a mesma coisa que eu testemunhei na internet nos últimos 20 anos", explica.

Os avanços estão aí

Vale lembrar que a Blue Origin está com a propulsão no máximo em seus projetos. Ela já revelou as fotos da cápsula de turismo espacial que pretende lançar já em 2018 e tem feito cada vez mais testes com foguetes, inclusive com a recuperação dos equipamentos para mais de um uso.

O orçamento dele não parece ser um problema: Bezos ocupa a segunda posição na atual lista das pessoas mais ricas do mundo, com uma fortuna de mais de US$ 75 bilhões.

Cupons de desconto TecMundo: