É provável que você já tenha passado pela seguinte situação: de repente, sua internet parece que ficou lenta, principalmente para realizar algum tipo de atividade específica, como fazer downloads via compartilhadores P2P ou assistir a um vídeo na internet. Paranoias à parte, é possível que sua operadora de internet esteja limitando o uso da banda de propósito – e a isso se dá o nome de traffic shaping.

Não é toda empresa que confirma a existência de tal prática, entretanto, se mesmo após a negativa por parte da operadora você continuar desconfiado, o ideal é realizar alguns testes para verificar por conta. Um dos serviços mais bem conceituados para isso é o Glasnost, um teste realizado pelo próprio navegador e que dá informações detalhadas sobre a situação da conexão.

Antes de começar a falar do teste em si, vale lembrar que os dados apresentados por ele não são definitivos, tanto é que os resultados sempre exibem a informação de que “há indícios” ou “não há indícios” de que haja traffic shaping (também chamado de limite de tráfego) em sua rede.

Ao teste

Clique no botão abaixo para acessar a página oficial do Glasnost e começar a fazer o teste.

O serviço conta com vários testes diferentes (nove ao todo), mas o método para utilizá-los é sempre o mesmo. Eles estão divididos em três categorias:
• P2P apps – BitTorrent, eMule, Gnutella: transferência via compartilhadores de arquivos que usam redes P2P;
• Standart apps – Email (POP), Email (IMAP4), HTTP transfer, SSH transfer, Usenet (NNTP): ações básicas como envio e recebimento de emails e transferências feitas via navegador;
• Video-on-Demand – Flash vídeo (YouTube): assistir a vídeos em Flash online em sites como Vimeo e YouTube.

A partir disso, selecione o teste que mais se encaixa nas suas necessidades. Cada um deles dura aproximadamente 8 minutos e os desenvolvedores recomendam que, para obter resultados mais precisos, você deve interromper qualquer download grande enquanto a verificação é feita.

Resultados

Passado o tempo de análise, os resultados são exibidos em sua tela. Interpretá-los não é difícil, pois eles indicam ou que há ou que não há o traffic shaping. Para exemplificar: em um dos testes que realizamos, não foi identificado nenhum limite de tráfego, tanto para download (recebimento de dados) quanto para upload (envio de dados).

Quando não há nenhum problema, você lê as seguintes mensagens: “There is no indication that your ISP rate limits your uploads” (Não há indícios de que sua operadora limite os seus uploads) e “There is no indication that your ISP rate limits your downloads” (Não há indícios de que sua operadora limite os seus downloads).

Ampliar

Por outro lado, quando há um problema, a frase é diferente. Ela é escrita em vermelho para indicar algo errado e diz o seguinte: “Your ISP appears to rate limit your uploads” (Sua operadora parece limitar os seus uploads).

Vale lembrar que sua operadora pode limitar o tráfego parcialmente (apenas para download ou upload) ou totalmente (para as duas situações). Em outro teste que realizamos, apenas o envio de dados era limitado, como pode ser visto na imagem abaixo:

Ampliar

Neste caso, o Glasnost identificou possível limite de tráfego devido ao fato de que a diferença entre a quantidade de dados transferidas variou muito de uma porta para outra, o que caracterizaria um bloqueio por parte da operadora de internet banda larga.

Informações detalhadas

Apenas a título de informação, o Glasnost oferece dados detalhados da análise que acabou de realizar em sua conexão. Clicando em “detailed measurement results of the test here”, você acessa uma página em que são exibidas tabelas com dados de controle e fluxo da largura de banda pela ação realizada durante o teste. É um jeito de comparar as informações geradas pelo serviço.

Ampliar

Considerações finais

Se você identificar problemas com a sua conexão, o mais adequado é procurar medidas legais para contornar a situação. Em um primeiro momento, entre em contato com a sua operadora, solicite uma cópia do contrato firmado entre você e ela na hora da assinatura do plano e, caso isso não seja o suficiente, entre em contato com a Anatel e solicite informações sobre como proceder.

Cupons de desconto TecMundo: