Oficiais dos Estados Unidos disseram ao canal americano de televisão NBC que um “sofisticado ciberataque” proveniente da Rússia conseguiu invadir o sistema de emails não confidenciais do Estado-Maior, dentro das instalações do Pentágono. Segundo as informações divulgadas, o ataque aconteceu por volta do dia 25 de julho e afetou mais de quatro mil funcionários, entre civis e militares, que trabalham no local.

De acordo com as fontes do canal, todo o sistema foi desativado logo após o ataque e ainda permanece desse modo. A previsão é de que as investigações sobre o ocorrido se encerrem nesse fim de semana e tudo seja reativado em seguida. Até onde se sabe, o ataque usou um sistema automatizado para coletar uma quantidade muito grande de informações no intervalo de apenas um minuto. Em seguida, todo o conteúdo copiado foi distribuído através da internet.

Não há nenhuma evidência de que o governo russo possa estar envolvido no planejamento ou execução do ataque, mas dado o escopo e eficiência da ação, as suspeitas sobre o Kremlin são grandes. A reportagem do canal NBC afirmou que nenhuma informação confidencial foi acessada ou vazada, e apenas contas de emails não classificadas foram hackeadas.

Para você, se o Brasil sofrer um ataque hacker internacional, qual deve ser a reação do governo? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: