John McAffe é um homem de muitas polêmicas. Dono do nosso título de “milionário mais malucão da informática”, o fundador do famoso antivírus já apareceu na televisão para ensinar até mesmo a desinstalar o programa da companhia que ele deixou há 15 anos. Mas, dessa vez, ele foi um pouco mais ousado e usou suas habilidades de informática para invadir ao vivo o smartphone de um apresentador de televisão e mostrar como aconteceu o ataque hacker à Sony.

Convidado para o programa “Varney & Company” desta semana, o programador demonstrou ao jornalista Stuart Varney como acredita que aconteceu toda a situação com a empresa. Invadindo o sistema de caixa postal, ele efetuou uma ligação ao smartphone de Varney e conseguiu acesso a lista de contatos daquele aparelho. Com isto, ele executou uma segunda ligação que foi mascarada como sendo diretamente de uma fonte confiável, como a Fox News.

Estes momentos você confere no vídeo que abre a matéria, em inglês. Logo em seguida, McAffe explica que dessa forma os hackers podem ter se passado por agentes do FBI e pediram informações de vários usuários com a desculpa de “precauções governamentais”.

Toda esta declaração contraria a nota do diretor do FBI à imprensa, que comentou que foi um dos ataques mais complexos e sofisticados de todos os tempos e que rendeu R$ 200 milhões em prejuízo para a Sony. Independente de quem está certo, a lição que fica é simples: as invasões podem acontecer das formas mais inovadoras dentro de uma grande empresa, não é mesmo?

Cupons de desconto TecMundo: