(Fonte da imagem: Reprodução/Wimedia Commons)

Em meados de dezembro, hackers invadiram os sistemas de cadastro e pagamento da Target, uma das maiores varejista dos EUA. Na época, os primeiros levantamentos realizados pela companhia indicavam que os cibercriminosos tiveram acesso aos dados de aproximadamente 40 milhões de cartões de crédito.

Contudo, a empresa continuou suas investigações para averiguar com maior precisão os impactos da invasão e descobrir exatamente como ela aconteceu para que seus analistas de segurança possam evitar que isso volte a acontecer.

Hoje, 10 de janeiro, a companhia publicou uma nota oficial à imprensa atualizando as informações sobre o ocorrido. De acordo com esse comunicado, nomes, endereços de email e de correspondência e números de telefone de mais de 70 milhões de pessoas foram roubados.

Ainda segundo essa publicação, todos os clientes da rede varejista norte-americana que tiveram seus dados cadastrais violados serão avisados. Para evitar que as pessoas caiam em possíveis golpes, a Target informou de antemão que nesse contato não serão solicitadas quaisquer informações pessoais.

Assim, a empresa evita que os criminosos usem os dados já roubados para conseguir novas informações de seus clientes. Por fim, a companhia ressaltou que vai oferecer um ano de serviço de monitoramento de crédito sem custos para os clientes afetados.

Cupons de desconto TecMundo: