(Fonte da imagem: Reprodução/ABC News)

A Polícia Federal Australiana divulgou na última terça-feira (23) a prisão do líder autoproclamado do grupo hacker LulzSec. Segundo as autoridades responsáveis, o acusado, conhecido pela alcunha “Aush0k”, é conhecido por explorar brechas que permitiram a ele invadir sites pertencentes à CIA, à Sony e à News Corporation.

O suposto membro do grupo hacker foi preso após ter invadido e distorcido as informações de um site pertencente ao governo do país, fato que gerou o início das investigações policiais. Para isso, ele teria usado sua posição privilegiada como membro de uma conhecida empresa de tecnologia de informação baseada em Sydney para obter informações confidenciais.

Segundo a Polícia Federal Australiana, o acusado pode ter que passar até 12 anos atrás das grades caso seja considerado culpado das três acusações atribuídas a ele. Em resposta à prisão, a divisão australiana do Anonymous afirmou que o homem preso nada tem a ver com o grupo nem com o LulSec, se tratando somente de uma pessoa que participou de alguns ataques DDOS.

Cupons de desconto TecMundo: