(Fonte da imagem: Reprodução/Tech2)

Três hackers do grupo ativista LulzSec assumiram hoje a autoria de uma série de ataques e roubos de informação realizada em 2011. O trio, que aguarda uma sentença a ser emitida no mês que vem por diversos crimes digitais, inclui membros notórios da comunidade.

O principal deles é Ryan Ackroyd (26), que usa a identidade virtual “Kayla” – uma adolescente de 16 anos – e foi responsável pelo roubo de dados e invasão de rede na empresa de segurança HBGary Federal. Fazendo-se passar pelo CEO da companhia, ele obteve dados de contas de acesso no departamento de TI e acessou os sistemas da empresa.

Outros dois hackers, Jake Davis, de 20 anos, e Mistafa Al-Bassam, de 18, também assumiram a autoria de ataques de negação de serviço ao site da CIA e tentativas de invasão a empresas como Fox e Sony, além do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido.

Apesar de terem negado as acusações anteriormente, todos voltaram atrás em uma tentativa de reduzir as penas. O LulzSec tem uma leve afiliação com os ativistas do Anonymous e estiveram envolvidos em polêmica com a descoberta de que um de seus membros estava trabalhando para o FBI.

Cupons de desconto TecMundo: