(Fonte da imagem: iStock)

A “guerra fria virtual” entre EUA e China pode ter entrado em uma trégua. Mas parece que agora é vez de uma briga começar entre os EUA e a Coreia do Norte, que acaba de acusar o país norte-americano de ter sabotado seus servidores de internet.

Segundo o Reuters, a Coreia do Norte, já famosa por seus ciberataques que derrubaram diversos servidores importantes, dessa vez alega ser a vítima de um ataque que tirou algumas redes de notícia e canais de TV do ar durante o dia de hoje (15/03). A agência de notícias KCNA, uma das maiores do país, teria dito o seguinte ao voltar a funcionar:

“Não é segredo para ninguém que os EUA e o regime fantoche sul-coreano estão maciçamente reforçando as forças cibernéticas em um esforço para intensificar atividades subversivas e sabotagens contra a RPDC (sigla oficial da Coreia do Norte).”

Preparações para a guerra

O acontecimento, no entanto, se mostra conveniente demais, visto que ele afetou uma área de pouca importância – normalmente ataques tentam afetar servidores do governo –, mas já seria suficiente para “justificar” uma ciberguerra entre os países.

Tudo isso talvez não passasse de mais alegações feitas normalmente pelo país. Desertores da Coreia do Norte, entretanto, avisaram que o país está juntando milhares de engenheiros da computação para se preparar para essa guerra; logo, pode ser que ataques e quedas de servidores comecem a acontecer em um futuro próximo.

Cupons de desconto TecMundo: