Enquanto muitas pessoas acreditam que uma nova guerra mundial colocaria exércitos em campo de batalha, outros acreditam que a guerra já está em andamento e é virtual. Afinal, hackers atacando empresas de outras nações, e governos roubando segredos, já fazem parte da nossa realidade. Para o presidente da Google, Eric Schmidt, a nação com mais “soldados virtuais” é a China.

Coautor do livro "The New Digital Age", Schmidt, assim como o autor Jared Cohen, fala mais de uma vez na publicação sobre os perigos vindos da China, afirmando que o país é uma superpotência perigosa e ameaçadora. De acordo com a obra, empresas chinesas usam cada vez mais hackers para roubar informações de empresas e governos.

Schmidt não deixa barato para os Estados Unidos, afirmando que o país também conta com alguns casos desse tipo, mas, por ter leis mais rígidas, escolhe não atuar tanto nessa área quanto a China. Mesmo assim, a nação norte-americana conta com “cyberarmas” criadas pelo governo que podem fazer estrago no futuro.

Para ler um pouco mais obre "The New Digital Age", de Eric Schmidt e Jared Cohen, clique aqui (em inglês).

Cupons de desconto TecMundo: