Ampliar (Fonte da imagem: 9to5 Mac)

Após ouvir uma reportagem da BBC sobre as condições desumanas nas fábricas da Foxconn localizadas na China, um grupo hacker identificado como SwaggSec decidiu invadir a rede interna da empresa na última quarta-feira (8 de fevereiro). Entre as informações capturadas estão os logins e senhas usadas para acessar caixas de email e a intranet da companhia.

O site 9to5 Mac afirma que testou algumas das informações contidas no documento divulgado através do Demonoid e do The Pirate Bay e teve resultados positivos. Como forma de evitar que mais informações confidenciais viessem a público, a empresa chinesa bloqueou o acesso a todos os servidores afetados, decisão que tornou inúteis todos os dados capturados.

Para invadir a rede interna da Foxconn, o SwaggSec se aproveitou de uma brecha de segurança existente em uma versão antiga do Internet Explorer que estava sendo utilizada por um funcionário. O grupo hacker afirma que a ação foi motivada pela satisfação obtida ao destruir a infraestrutura interna de uma grande corporação, reforçando que não tem nenhuma intenção de mudar a mentalidade de ninguém ou simplesmente ter acesso exclusivo a projetos confidenciais.

Cupons de desconto TecMundo: