Pelo visto o ransomware WannaCrypt (que também é conhecido como WannaCry) ainda está longe de finalizar a sua lista de vítimas. Segundo informações divulgadas pela Reuters o alvo mais recente foi a Honda, que precisou parar a sua produção de carros no Japão por conta da ameaça.

De acordo com as informações divulgadas, a parada aconteceu na segunda-feira (19) e forçou a Honda a fechar a sua fábrica em Sayama. A descoberta de que o ransomware estava na rede da empresa se deu no domingo, e apesar de também ter afetado a rede da companhia na América do Norte, na China e na Europa, apenas a filial da terra do Sol Nascente foi forçada a parar, impedindo a produção de novos Accord Sedan, Odyssey Minivan e Step Wagon.

“Na noite do domingo (18), [a] Honda descobriu que os sistemas de computadores de diversas fábricas foram afetados pelo ransomware WannaCry. Como resultado, a produção da Sayama Automobile Plant no Japão foi afetada em aproximadamente mil unidades. A produção na fábrica voltou na manhã de 20 de junho, e até o momento não há nenhum impacto confirmado, mas continuaremos monitorando nosso sistema”, revelou um representante da companhia ao site The Inquirer.

Até o momento não há nenhum impacto confirmado, mas continuaremos monitorando nosso sistema

Outro detalhe mencionado pelo informante é o fato de que a empresa japonesa começou os seus esforços de melhorar sua infraestrutura em meados de maio, quando o WannaCry começou a causar danos em vários lugares do mundo.

Nova versão

Vale lembrar, há algum tempo foi mencionado que está em produção uma nova versão do WannaCry, intitulada WannaCry 2.0. Caso queira saber mais sobre o assunto, basta acessar este link.

Cupons de desconto TecMundo: