A Kaspersky — empresa focada em segurança de computadores — divulgou uma pesquisa apontando que 25% das redes mundiais de WiFi não possuem nenhuma proteção, como criptografia ou senhas. Ou seja, os pontos de internet e todas as informações transmitidas por eles podem ser acessados por qualquer pessoa.

Ainda segundo o estudo, 3% das redes usam o protocolo WEP (algoritmo de segurança de dispositivos WiFi) para criptografar dados, um sistema bastante frágil, que pode ser decifrado por aplicativos, disponíveis na internet, em questão de segundos. Outra informação importante é que aproximadamente 75% dos pontos de acesso usam uma criptografia mais confiável: a WPA (algoritmo de encriptação 256 bits).

A empresa constatou que os 20 países com maior porcentagem de redes WiFi não seguras incluem pontos turísticos, como Tailândia, França, EUA, entre outros. A Kaspersky ainda declarou que os turistas estão entre os usuários mais vulneráveis a ataques, pois muitas vezes a conexão mais próxima é a única maneira de acessarem a internet. A recomendação é que os usuários sempre configurem seus roteadores e utilizem alguma das formas de criptografia, como WPA, WEP e VPN. Você pode saber mais sobre essas siglas e a melhor forma de proteger sua rede aqui.

Cupons de desconto TecMundo: