O banco de dados da Câmara Municipal do Rio de Janeiro acaba de ser invadido por membros do grupo ativista ASOR Hack Team, em um protesto contra o pacote de austeridade proposto pelo governo estadual como uma forma de contornar a crise financeira enfrentada pelo estado. O plano, bastante polêmico, sugere acabar com programas sociais, elevar impostos e aumentar a contribuição previdenciária, entre outras medidas radicais.

“Aos políticos e às elites do Rio de Janeiro: nós SABEMOS os seus segredos! Vocês legislam e executam ações públicas favoráveis aos seus parceiros econômicos, enquanto a sociedade afunda num abismo cada vez maior de insegurança frente o aumento do desemprego, desqualificação de serviços básicos (como a precarização da saúde e o projeto de sucateamento da educação) e medo pelos ataques seguidos aos mais pobres e indefesos”, afirmou o coletivo.

Junto com a notícia da invasão, o ASOR Hack Team divulgou um dump (arquivo de dados extraído de um database) contendo contas de email, comprovantes de pagamentos, planilhas e documentos sigilosos da Câmera Municipal do RJ. “Quebramos o sigilo dessas informações por ser direito da população. Cumprimos assim a função de um estado capenga que protege exploradores. Termina aqui qualquer medo do povo”, comentou o grupo, em sua página oficial no Facebook.

Cupons de desconto TecMundo: