A NASA publicou mais uma foto da superfície de Plutão capturada durante a passagem da sonda New Horizons pelo planeta anão no dia 14 de julho de 2015. A imagem só foi recebida no dia 20 de julho, devido ao tempo que as informações levam para viajar da posição da sonda até a Terra.

No registro, que cobre a margem sudoeste da área conhecida como Região de Tombaugh – batizada em nome do astrônomo que avistou o planeta pela primeira vez, em 1930 –, é possível avistar uma cadeia de montanhas situada entre as brilhantes planícies nevadas e uma área escura cheia de crateras.

Analisando os dados coletados pela sonda, os cientistas estimam que a área mais clara da foto tenha menos de 100 milhões de anos, enquanto a porção mais escura tenha alguns bilhões de anos a mais. É possível perceber no encontro das duas regiões que o material sedimentar claro está preenchendo algumas crateras da área escura, o que indica uma complexa interação entre os dois tipos de superfície, que os pesquisadores ainda tentam entender.

Clique com o botão direito sobre a imagem e selecione "Abrir imagem em uma nova guia" para vê-la no tamanho original - Imagem: NASA

Segundo os dados divulgados pela agência espacial, a altura dos recém-descobertos picos varia entre 1 km e 1,5 km aproximadamente, o que os equipara às Montanhas Apalaches, cordilheira que se estende próxima à costa leste dos Estados Unidos. A região ainda não recebeu um nome, mas fica localizada a cerca de 110 km a noroeste dos Montes Norgay – que já mencionamos anteriormente.

As fotos foram feitas a uma distância aproximada de 77 mil quilômetros da superfície de Plutão, pelo sistema Gerador de Imagens de Reconhecimento de Longo Alcance – LORRI, na sigla em inglês. Estruturas que se estendem por cerca de um quilômetro na superfície do planeta são visíveis graças ao equipamento.

Se você fosse da NASA, que nome daria para as recém-descobertas montanhas em Plutão? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: