Nossos mais novos sistemas vizinhos e seus respectivos planetas. (Fonte da imagem: NASA)

Quando você imagina o universo, que é sempre descrito com uma vastidão absurda, normalmente o que vem à cabeça é um espaço vazio e cheio de estrelas no qual às vezes existe um planeta. Mas a NASA acaba de quebrar essa imagem com sua nova descoberta: todo o espaço fora do Sistema Solar é bem mais cheio do que parece.

O último relatório do Kepler, o satélite da agência espacial responsável por descobrir novidades no universo, apontou a descoberta de 26 novos planetas em 11 sistemas especiais diferentes do nosso.

A partir de agora, o universo tem, de acordo com dados terrestres, 60 exoplanetas (que estão fora do Sistema Solar), além de mais de 2.300 “candidatos” a serem analisados. Todos são maiores do que a Terra, mas alguns passam até de Júpiter (que tem uma massa 318 vezes maior que nosso humilde lar).

Por enquanto, os sistemas e planetas são chamados por nomes sem graça, como Kepler-25 e Kepler-27. Os novos planetas ainda não foram analisados com calma – vai que existe mais algum habitável por lá?

Cupons de desconto TecMundo: