Em colaboração com a TSMC, a ARM recentemente anunciou sua chegada à fase de “tape-out” do seu chip de teste para a tecnologia de fabricação de processadores de 10 nm, o que significa que o sistema de fabricação de próxima geração atingiu o estágio final de design. Tornando tudo ainda mais interessante, a companhia revelou que a nova CPU virá com um de seus aguardados núcleos Artemis, trazendo upgrades diversos.

A fabricante afirmou que o “tape-out” foi realizado em dezembro, de forma que as primeiras amostras da novidade devem ficar prontas em breve. De acordo com a imagem a seguir, o chip de testes conta com quatro núcleos Artemis e uma GPU Mali e está previsto para chegar no máximo até o final deste mês de maio. Dessa forma, a ARM e a TSMC estão conseguindo apresentar sua novidade no prazo certo para o cronograma de lançamentos do ano que vem.

O chip de testes conta com quatro núcleos Artemis e uma GPU Mali

Com relação ao consumo de energia, o novo método de fabricação traz vantagens interessantes. A voltagem nominal ou de referência para o processador Artemis de 10 nm atualmente apresenta uma performance 12% superior à do seu antecessor, algo que pode ser aprimorado ainda mais antes do lançamento do componente final. Além disso, também houve uma redução geral de vazamento, algo esperado de um chip com mais do dobro da densidade do anterior.

Espaço para melhorias

Já com relação à frequência e clock dos núcleos da novidade, visíveis nas imagens mais abaixo, os resultados parecem ainda não ter atingido um nível totalmente maduro. Considerando que a técnica de 10 nm ainda deve ter sua eficiência de desempenho aprimorados significativamente, é cedo para julgar a novidade com base nesses números. Ao que tudo indica, as mudanças exibidas recentemente mostram que as fabricantes estão avançando na direção certa.

O chip de testes serve como uma plataforma de aprendizado para que a ARM e a TSMC façam ajustes precisos em suas ferramentas e processos de fabricação, permitindo atingir resultados ainda melhores. Componentes de 10 nm devem chegar oficialmente ao mercado somente a partir do primeiro trimestre de 2017, então ainda há bastante tempo para melhorias mesmo após o encerramento da fase de “tape-out”.

O momento é interessante para quem espera os avanços no mercado de processadores, já que a Samsung fez melhoras aos seus chips de 14 nm e também deve lançar sua opção de 10 nm no ano que vem. Uma grande quantidade de vazamentos e rumores vêm surgindo sobre o Snapdragon 830 e fontes da indústria afirmam que o chip A11 da Apple também entrou em “tape-out”. Agora é esperar para ver como isso tudo vai afetar os smartphones de 2017.

O que você espera dos novos processadores de 10 nm da ARM? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: