A PSafe notificou os consumidores a respeito dos games mais visados pelos hackers para os smartphones. Os cibercriminosos criam falsificações dos jogos eletrônicos para acessar informações bancárias e pessoais dos usuários.

Alguns especialistas em segurança alertaram sobre algumas precauções que podem ser tomadas para não cair nesse tipo de golpe e evitar problemas graves, tanto financeiros quanto pessoais: verifique a reputação do app antes da instalação, baixe os aplicativos de fontes confiáveis, não modifique o sistema operacional do smartphone, instale um antivírus, mantenha o bluetooth desligado enquanto não usa e monitore as crianças enquanto elas utilizam os aparelhos.

A PSafe listou os jogos mais visados pelos criminosos cibernéticos:

  • Marvel Champions: o game sofreu mais de 218 mil tentativas de ataque, a maioria envolvia rapto de informações pessoais.
  • Minecraft: por ser pago, os hackers utilizam o jogo como um meio de pegar informações bancárias.
  • Asphalt 7: alvo de mais de 144 mil tentativas de ataque, com os mesmos propósitos.
  • Need for Speed Shift: alvo de mais de 99 mil ataques, os usuários acabavam se inscrevendo em programas pagos de SMS.
  • Plants vs Zombies: alvo de mais de 82 mil tentativas de ataques, também induziam o usuário a se inscrever nos programas pagos de SMS.
  • Tetris: alvo de 78 mil tentativas de infecção, os criminosos usavam os usuários para espalhar malwares via WhatsApp.
  • Pokemon Go Guilde: sofreu mais de 62 mil ataques, que permitiam ao hacker o comando remoto do smartphone.
  • My Talking Tom: alvo de mais de 64 mil vírus, que levavam o usuário à assinatura de programas pagos de SMS.
  • My Talking Angela: alvo de mais de 59 mil ataques, também com o intuito de levar o usuário a programas de SMS.
  • Head Soccer: alvo de mais de 56 mil ataques, o vírus fazia com que múltiplos anúncios indevidos aparecessem na tela do celular.

Cupons de desconto TecMundo: