Após o falecimento de Steve Jobs, a indústria cinematográfica e o mercado editorial começaram a explorar ao máximo os fatos que aconteceram na vida do criador da Apple. Contudo, poucas obras focaram no lado obscuro do homem. O documentário "Steve Jobs: The Man in The Machine", de Alex Gibney, tenta pegar esse lado e já está sendo exibido nos cinemas norte-americanos.

Segundo Gibney, a ideia é desmistificar e humanizar Jobs, que sempre foi considerado um gênio do marketing e mercado. Porém, ele também era bem conhecido por várias relações pessoais complicadas, como nota o G1.

Um dos casos apresentados no documentário é o Lisa. Ele envolve o reconhecimento de paternidade que Jobs teve com a mulher — fruto de um relacionamento com Chrisann Brennan durante a década de 70.

Outro ponto focado por "The Man in The Machine" é o caso da Foxconn, empresa chinesa que produz os famosos iPhones e iPads. A companhia sempre esteve no radar sobre abusos trabalhistas — em um período de dois anos, 18 funcionários cometeram suicídio. De acordo com os relatos e o documentário, Steve Jobs não perdeu "o sono com isso".

Esquemas financeiros de evasão fiscal também são mostrados. Em 2006, Jobs foi investigado por alterar documentos para aumentar o valor de opções sobre ações outorgadas pela Apple. A investigação terminou apontando um dos subordinados de Jobs.

Para ficar ligado e não perder mais informações sobre o filme "Steve Jobs: The Man in The Machine", acompanhe esta página.

Qual foi o filme sobre Steve Jobs que você mais gostou? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: