Conhecida por trabalhar em diversas companhias de renome (entre elas, a Apple), a designer gráfica Susan Kare ficou conhecida por ser a responsável pela criação de parte da interface so sistema operacional Macintosh. Durante uma participação na conferência EG, ocorrida no início de maio, a profissional relembrou o passado e contou uma história interessante sobre a origem da tecla Command presente nos teclados fabricados pela empresa de Cupertino.

Segundo Susan, inicialmente a ideia era usar um botão com o logotipo da maçã, como acontecia nas primeiras máquinas fabricadas pela organização. O plano mudou em uma tarde, quando Steve Jobs apareceu para conferir como estava progredindo o trabalho de sua equipe. “Vocês estão usando o logotipo em vão”, teria dito Jobs. “Há muitas maçãs na tela, se livrem disso”.

Coube à designer gráfica cumprir essa tarefa e substituir as imagens por um elemento capaz de manter a mesma funcionalidade — oferecer atalhos rápidos a vários recursos dos softwares utilizados. O resultado foi a tecla Command, cujo símbolo foi retirado de um dicionário específico à área — segundo ela, a imagem é usada por suíços para destacar pontos de interesse em acampamentos.

A profissional explica que não há qualquer espécie de “significado oculto” na tecla Command, cujo símbolo lembra vagamente um castelo visto de um ângulo superior. O trabalho de Susan continua exercendo uma grande influência sobre o design adotado pela Apple em seu sistema — na época em que trabalhava a companhia, a designer teve  como fio-condutor a intenção de criar um sistema que fosse “acessível como um jogo de arcade”  e que poderia ser usado sem manuais.

Cupons de desconto TecMundo: